• Instagram
  • Facebook ícone social
0

+44 0783 844 5266

www.contoterapia.com.br

Anna Rossetto

CNPJ 30.004.429/0001-18

Rua Pedro Ivo, 3095

Cascavel - PR - BR

Terapia Com Contos | Contoterapia | CNV | Empatia | Storytelling

encontro de estudo online de

comunicação não-violenta

VOU TE AJUDAR A DESCOBRIR COMO MELHORAR SUA COMUNICAÇÃO E SOLUCIONAR SEUS CONFLITOS

O que é Comunicação Não-Violenta?

A Comunicação Não-Violenta sistematizada pelo psicólogo americano Marshall Rosenberg nos leva para uma realidade onde a escolha das palavras, a maneira como nos expressamos e nos relacionamos promove a empatia, a compaixão e a autenticidade.

Ao longo de encontros semanais estudaremos os 13 capítulos do livro homônimo do Marshall, onde teremos a oportunidade de perceber como a escolha das palavras promove o julgamento, como colocamos obstáculos para a empatia em nossas conversas sem perceber, como tomamos consciência das emoções que nosso corpo sinaliza em função de necessidades atendidas ou não, buscando estratégias que atendam todo os envolvidos nas nossas relações. 

 

Sobre Marshall

Marshall Rosenberg foi um psicólogo americano que começou a trabalhar como orientador educacional em escolas e universidades que abandonavam a segregação racial, processo este que não pôde ser chamado de transição pacífica. Durante este período tenso, porém frutífero, Rosenberg providenciava arbitragem e treinamento em técnicas comunicativas. Foi neste pano de fundo que desenvolveu um método comunicativo chamado Comunicação Não-Violenta (CNV).

A Comunicação Não-Violenta serve de guia para a resolução de conflitos em mais de 65 países ao redor do mundo, nos diversos continentes. A CNV também é aplicada no desenvolvimento de novos sistemas sociais, orientado em prol da parceria e do compartilhamento de poder, principalmente na área de educação, e também no caso de Círculos Restaurativos, prática de Justiça Restaurativa aplicada em mais de 11 países. Nos diversos exemplos sociais da aplicação de CNV encontra-se a prioridade de considerar os valores comuns entre todos, uma atitude baseada na empatia.

Segundo Marshall Rosenberg, é na maneira como falamos e ouvimos os outros que está a chave para o problema das desavenças e discórdias.

Por ser uma técnica desenvolvida a partir do olhar para as necessidades do indivíduo, é possível aplicar o que você aprende nos encontros em qualquer âmbito onde haja relações. Na vida familiar, no trabalho, na escola, enfim, em qualquer relação estabelecida. 

Utilizada para mediar conflitos entre gangues, países, etnias, no ambiente corporativo ou individual, o retorno satisfatório de quem entra em contato com este assunto é surpreendente.

 

Como funciona?

No decorrer dos encontros abordaremos todos os capítulos do livro através do estudo e da prática de dinâmicas e exercícios de forma a experienciar o pensamento empático proposto pela CNV. Os temas abordados nos capítulos são:

  • Do fundo do coração - O cerne da CNV

  • A Comunicação que Bloqueia a Compaixão

  • Observar sem avaliar

  • Identificando e Expressando Sentimentos

  • Assumindo a Responsabilidade por Nossos Sentimentos

  • Pedindo Aquilo que Enriquecerá Nossa Vida

  • Receber com Empatia

  • O poder da Empatia

  • Conectando-nos Compassivamente com Nós Mesmos

  • Expressando a Raiva Plenamente

  • O Uso da Força para Proteger

  • Libertando-nos e Aconselhando os Outros

  • Expressando Apreciação na CNV 

 

 

Se interessou e quer saber mais? Entre para nossa lista de espera da próxima turma. As vagas são limitadas. Clique aqui e envie um email me informando qual é a sua melhor disponibilidade.

Gabriel Barreto

Publicitário

Quero agradecer a Anna por ter me apresentado a CNV e todo esse mundo de possibilidades que a CNV me abriu.

 

Ter participado desses encontros para discutir e aprender bastante sobre a CNV com certeza me ajudou a transformar vários aspectos da minha vida e hoje em dia graças à Anna e os encontros e tudo o que eu tenho estudado e me desenvolvido através da CNV eu posso garantir que duvido muito que vou me colocar em um conflito que não consiga solucionar, especialmente se eu conseguir aplicar, como eu venho fazendo, tudo o que eu aprendi e venho aprendendo sobre CNV.

Mais uma vez obrigado Anna, obrigada Marshall, com certeza vou levar Comunicação Não-Violenta para o resto da minha vida.