O Rei Bico de Tordo

Era uma vez uma princesa tão bela que ficava difícil de descrevê-la. Mas, apesar da beleza, a moça era arrogante e desprezava todos. Seu pai o Rei, queria casá-la em breve, e por isso, organizou uma recepção na qual a princesa escolheria pessoalmente seu futuro marido. Homens nobres de todos os reinos se apresentaram como pretendentes, mas a princesa encontrava defeitos em todos: um era baixo demais, outro alto demais, outro magro demais e outro gordo demais... Mais um deles, porém, provocou gargalhadas na princesa. Era um jovem Rei de um reino bem próximo e, como tinha o queixo torto, ela, zombando, disse que lembrava o bico de um tordo. Desde esse dia, o jovem Rei ficou conhecido como "Rei de Bico de Tordo" e envergonhado, o pai da princesa prometeu casá-la com o primeiro mendigo que encontrasse. 


Um dia, chegou ao palácio um músico tão imundo e maltrapalho que dava dó. O rapaz queria ver o Rei e para ele tocou uma bela canção. Como pagamento, o Rei lhe deu a mão da princesa em casamento. A jovem acatou a decisão de seu pai, acreditando que ele mudaria de opinião. Após o casamento, os dois partiram para a terra do músico, um pequeno reino próximo dali. Caminharam por belas terras e, para surpresa da princesa, o marido disse que eram do "Rei Bico de Tordo." A jovem já estava arrependida de ter desprezado o rapaz no outro dia. 


Na pequena casa, o marido informou que era responsabilidade da esposa cuidar da roupa, da comida, dos animais e de buscar água e lenha. A mulher trabalhava desde cedo até o anoitecer e já não tinha mais aquela arrogância. Quando o dinheiro acabou, ele mandou que ela fosse vender vasos na feira. Um dia, na feira, passou um soldado bêbado que ao tropeçar, caiu sobre seus vasos, quebrando-os. Ao contar para o marido, ele mandou que ela fosse ao palácio do Rei, pois haveria uma festa de casamento de um dos príncipes, e eles precisariam de criados. 


Durante a festa, a jovem princesa observava tudo escondida atrás de uma cortina. Agora sabia  quanto fora tola. Sentia-se profundamente arrependida do modo como se comportara. Nesse momento, o Rei a surpreendeu e a levou para dançar. Ela estava com vergonha de seus trajes e de sua aparência. Foi, então que reconheceu o jovem o "Rei Bico de Tordo." Ele explicou a ela que se disfarçara de músico mendigo para casar-se com ela e também de soldado bêbado para torná-la humilde e mais humana. Agora sabia que ela seria uma rainha justa e muito bondosa. E eles viveram felizes para sempre! 



  • youtube contoterapia
  • facebook contoterapia
  • instagram contoterapia
  • whattsup contoterapia
0

+44 0783 844 5266

Contoterapia by www.contoterapia.com.br

Anna Rossetto

CNPJ 30.004.429/0001-18

Terapia Com Contos | Contoterapia | CNV | Empatia | Storytelling

Contoterapia Brasil

Rua Pedro Ivo, 3095

Cascavel - PR - BR

Contoterapia Inglaterra

52, Moorhen Drive

Reading-UK